Sínodo 2018: jovens ofereceram espetáculo ao Papa, com carta de apoio ao seu «sonho» para a Igreja

Octávio Carmo, enviado da Agência ECCLESIA ao Vaticano

O Papa Francisco viveu hoje (26/10) um momento de festa, no Vaticano, com os jovens participantes da assembleia do Sínodo 2018, dedicado às novas gerações.

O espetáculo, após a sessão de trabalhos, incluiu leitura de poemas, música e dança, com um flashmob intitulado “Eis-me aqui”.

Os participantes entregaram ao Papa uma carta, em nome dos mais de 30 jovens que foram convidados ao Sínodo dos Bispos, na qual estes agradecem ao Papa por lhes ter permitido “fazer juntos este pedaço de história”.

“Queremos dizer que partilhamos o teu sonho: uma Igreja em saída, aberta a todos, sobretudo os mais fracos, uma Igreja hospital de campanha”, pode ler-se.

Os jovens sublinham a necessidade de espaço para “ideias novas”, na Igreja e na sociedade, concluindo com uma promessa a Francisco: “No final deste Sínodo, queremos dizer-te que estamos contigo e com todos os bispos da Igreja, também nos momentos de dificuldade”.

Após a festa, foi promovida uma hora de oração, com adoração eucarística.

O Sínodo dos Bispos contou, desde 1 de outubro, com mais de 1400 tweets oficiais marcados com a hashtag #Synod2018, em seis idiomas; os briefings diários foram divulgados através da hashtag #Synod2018Live, com cerca de 15 tweets por dia.

Nas páginas do facebook do portal Vatican News, os conteúdos do Sínodo atingiram 10 milhões de pessoas, informa o serviço de notícias do Vaticano.

OS utilizadores do Twitter e do Instagram partilharam mais de 100 mil tweets e imagens marcadas com a hashtag #Synod2018.

Além disso, cerca de 500 mil conteúdos diferentes sobre o Sínodo (posts, artigos, imagens e vídeos) foram partilhados nas redes sociais, acompanhadas pelo surgimento de hashtags como #PrayForSynod, #CaminarJuntos, #ConectadosNoSinodo, #PastoralJuvenil, #RejuvenateTheChurch, #NosVemosEnPanamà.

O Sínodo dos Bispos, iniciado a 3 de outubro, discute e aprova, este sábado, o Documento Final e uma Carta aos Jovens; no domingo, o Papa Francisco preside à Missa conclusiva da assembleia, na Basílica de São Pedro, pelas 10h00 (menos uma em Lisboa).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *