Santa Clara nos passos de Maria contemplando a Encarnação do Verbo

Maria está no nono mês de sua gravidez “é em seu ventre que Jesus está sendo plasmado recebendo dela também uma semelhança humana que evoca uma intimidade espiritual certamente ainda maior. Ninguém se dedicou com a mesma assiduidade do que ela à contemplação do rosto de Cristo. Os olhos do seu coração concentraram-se de algum modo sobre Jesus já na Anunciação, quando o concebe por obra do Espírito Santo; nos meses seguintes, começa a sentir sua presença e a pressagiar seus contornos”. (João Paulo II)
“ Maria é a grande crente que se abriu em humildade como vaso aberto ao mistério secreto de Deus, que sem murmurar deixou que lhe tirassem da mão o plano de sua vida, que não tentou viver daquilo que se podia dispor, mas se pôs inteiramente à disposição do misterioso, daquilo que não se pode apreender. Ela era a que acreditava no meio das trevas e no meio das coisas incompreensíveis que Deus exigia dela. No meio da exigência incompreensível de que ela levasse em seio seu Criador. Que a criança que estava crescendo era o seu Senhor.” (Bento XVI)
“Maria viveu com os olhos fixos em Jesus guardou cada palavra sua. As recordações de Jesus, estampadas em sua alma, acompanharam-na em cada circunstância, levando-a a percorrer novamente com o pensamento os vários momentos de sua vida junto com o filho.” (João Paulo II)
Santa Clara pela força do Espírito Santo converteu todo o afeto e vontade do coração no amor de Deus, tornando-se como Maria, a humilde morada do Filho de Deus e sua refulgente presença. Clara aprendeu de Maria a ser esposa, mãe e irmã de Nosso Senhor Jesus Cristo e exortou a suas irmãs presentes e futuras a conformarem-se cada vez mais com Maria, modelo de todas as virtudes.

Fonte: Blog 800 anos da vocação de Santa Clara

One thought on “Santa Clara nos passos de Maria contemplando a Encarnação do Verbo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *