Tendes os sentimentos de Cristo

Pensar como Jesus Cristo, sentir como Jesus Cristo, amar como Jesus Cristo, agir como Jesus Cristo, conversar como Jesus Cristo, falar como Jesus Cristo.
Enfim, conformar toda a nossa vida a de Cristo, revestir-nos de Jesus Cristo! Nisto consiste o único interesse, a ocupação essencial e primaria de todos os cristão; porque cristão significa alter Christus, outro Cristo. Salvar-se á aquele que for encontrado conforme imagem de Cristo. E, para conformar-nos a vida de Cristo, é necessário antes de tudo estudá-la, conhecê-la, meditá-la. Não, porém nos aspectos exteriores, mas penetrando os sentimentos, afetos, desejos, intenções de Jesus Cristo, buscando tudo a fazer em perfeita união como Ele.
É o próprio Jesus, com sua bondade e palavras, quem nos convida a agir assim. Mas como aprenderemos, por exemplo, sua mansidão e humildade? Como em cada ação nos colocaremos diante de Cristo para imitá-lo, se não conhecemos os sentimentos de seu Coração ao realizá-la? Porque Cristo viveu, comeu, dormiu, falou, calou-se, caminhou, cansou-se, repousou, suou, padeceu fome, sede, pobreza, numa palavra; trabalhou, sofreu, morreu por nós, pela nossa salvação. Portanto, devemos representar-nos Jesus ao natural e realmente; não de maneira teórica e ideal, que nos levaria a não amá-lo e a não imitá-lo em tudo, como é nosso dever. Jesus é nosso irmão, carne de nossa carne, sangue de nosso sangue, ossos de nossos ossos. Este é o meu Jesus, Deus e homem verdadeiro, vivo, pessoal, que se fez visível sobre esta terra, que viveu, conversou conosco por trinta e três anos. De fato, Verbo eterno do Pai, por nossa salvação desceu do céu, encarnou-se, sofreu, morreu, ressuscitou, subiu ao céu, permanecendo entre nós, no Santíssimo Sacramento do altar, até a consumação dos séculos, para ser nosso companheiro, conforto, alimento.
A vida eterna consiste em conhecer sempre mais a Jesus Cristo, nossa única felicidade no tempo e na eternidade. Quão feliz será a alma que apreender cada dia esta lição e a puser em prática! Que suave pensamento: Viverei, comerei, dormirei, falarei, calarei, trabalharei, padecerei, tudo farei e sofrerei em união com Jesus, conformando-me à divina intenção e aos sentimentos com que Jesus agiu e quer que sejam os meus no agir ou padecer! Aquele que assim proceder – e devemos todos fazê-lo – viverá, na terra, vida de céu; transformar-se-á em Jesus e poderá repetir com o Apóstolo: já não sou eu que vivo, pois é Cristo que vive em mim.
Dos Escritos do Santo Henrique de Ossó, presbitero.
Ofícios próprios da liturgia das horas da Ordem dos Irmãos Descalços da Bem-Aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo. 2° edição. São Paulo, 2000, p. 35-36.

One thought on “Tendes os sentimentos de Cristo

  1. Olhando para as multidões, Jesus vê todo tipo de pessoa. Pessoas que merecem críticas severas,pelo pecado enraizado em seus corações, porém, Jesus enxerga algo muito além, Jesus enxerga você!
    Mateus registra esse olhar:“Vendo ele as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam aflitas e exaustas como ovelhas que não têm pastor.” (Mt 9. 36)
    Jesus se colocava no lugar de cada um e percorria, ensinando, pregando, curando. Só faz essas coisas quem enxerga muito mais do que defeitos na vida das pessoas.
    Talvez seja o momento de, como Jesus, enxergarmos as pessoas de uma forma mais espiritual e nos compadecermos delas, colocando a nossa vida a serviço de quem necessita. Fazer o melhor que podemos onde fomos colocados.
    PAZ E BEM!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *